Como acabar com a queda de cabelo de uma vez por todas?
Queda de cabelo

Como acabar com a queda de cabelo de uma vez por todas?

A queda de cabelo é um problema frequente na vida de muitos homens e mulheres. No caso delas, mais atentas às mudanças no corpo, a preocupação costuma bater forte quando os fios começam a cair em excesso durante o banho ou ao penteá-los. Os homens ficam em choque quando as “entradinhas” aumentam a ponto de amigos repararem, já indicando a presença de calvície. Para eles e para elas, o ideal é saber os verdadeiros motivos da queda para, assim, tratar a causa e conter o problema pela raiz. Então, vamos descobrir como acabar com a queda de cabelo definitivamente?

Quais são as causas mais comuns de queda de cabelo?

– Estresse: o estresse (psicológico e emocional) é um dos principais inimigos da saúde dos fios. Quem tem uma rotina muito frenética e enfrenta preocupações diárias, seja em casa e/ou no trabalho, precisa controlar os nervos e buscar alternativas para equilibrar os ânimos. A prática de exercícios físicos e a inclusão de atividades que promovem a diversão podem ajudar. Lembre-se de que só poderemos culpar o estresse após afastar as outras causas de queda de cabelo.

– Pós-parto e pós-cirurgia também intensificam a perda de cabelo, mas a queda é passageira e os fios voltam a crescer assim que a causa é cessada. O mesmo vale para as aplicações de quimioterapia.

– Hipotireoidismo, alteração da tireoide que leva à diminuição dos hormônios por ela produzidos é uma causa frequente de queda de cabelos, e vem acompanhado de cansaço, sono excessivo, ganho de peso e outros sintomas.

– Deficiência de ferro presente nas anemias, principalmente em mulheres que possuem fluxo menstrual aumentado. Em geral, tratando a anemia a queda de cabelo melhora.

– Caspa: outra vilã é a oleosidade, típica da caspa (dermatite seborreica). Se você sofre desse mal, pode ter certeza que a queda de cabelo é uma consequência. Dificilmente conseguirá eliminar o óleo por completo, mas amenizá-lo é o caminho para controlar a incidência da caspa. Há medicamentos e cosméticos que ajudam no combate do problema, mas é preciso consultar um dermatologista para saber quais opções são mais indicadas para cada caso.

– Procedimentos nos cabelos: tome cuidado com a aplicação excessiva de apliques, drads e produtos químicos nos cabelos, incluindo escova progressiva, megahair (alongamento dos fios) e até tintura. É importante dar um intervalo de, no mínimo, seis meses entre um procedimento e outro. Mesmo que seja quase insuportável, pense que é sempre melhor ter um cabelo que não seja o desejado do que não ter cabelo algum.

– Alimentação de má qualidade: dietas à base de alimentos calóricos e frituras impulsionam a queda de cabelo. Para completar, a carência de vitaminas, anemia e falta de de proteína no organismo também são inimigos da saúde capilar. Se tiver problemas para modificar seu cardápio, procure uma nutricionista. Certas mudanças podem ser feitas aos poucos.

Uma boa dica é alterar certos alimentos no café da manhã, depois no almoço e só depois na janta, mexendo também nas opções de lanches da tarde. Com o tempo, você terá substituído a maioria das comidinhas que fazem mal por outras mais saudáveis sem nem perceber. Fique de olho na quantidade que consome, pois moderação é fundamental para quem busca uma boa alimentação.

– Medicamentos: remédios que costumam provocar ou intensificar a queda de cabelo são os que causam alterações hormonais ou que atuam no sistema nervoso central, como os antidepressivos, anticoncepcionais, ansiolíticos, estabilizadores de humor, anticoagulantes, medicamentos para diminuir o colesterol e para tratar artrite, anticonvulsivos, contraceptivos orais, anti-inflamatórios, betabloqueadores, antipsicóticos, entre outros.

Jamais tome medicamentos sem prescrição médica ou interrompa o uso bruscamente. É preciso levar o problema ao especialista para que sua medicação seja reavaliada.

– Calvície: claro que a calvície (alopécia androgenética) não ficaria de fora. A doença é a maior causa de queda permanente de cabelo do mundo, afetando 70% dos homens e 40% das mulheres. Além disso, o problema é hereditário e pode ser impulsionado pelo excesso de hormônios masculinos. Se você toma algum medicamento à base de testosterona, fique de olho em seus fios.

Como acabar com a queda de cabelo: tratamentos mais eficientes

Para indicar o tratamento mais eficaz para queda de cabelo é preciso saber qual é a causa do problema, por isso, fizemos a lista com as principais. Se você fez uma autoavaliação e acha que uma delas condiz com seu problema, chegou a hora de ter certeza. Consulte um dermatologista para que os fios sejam examinados. Após isso, o médico pode prescrever algum medicamento ou até o implante capilar (procedimento cirúrgico). O implante ou transplante de cabelos é um procedimento caro, porém eficaz e que pode ser feito em homens e mulheres.

No caso da calvície, os dois principais tratamentos que merecem destaque são o minoxidil (loção de uso tópico) e a finasterida (medicamento que inibe a testosterona, hormônio causador da calvície). Esta última deve ser utilizada com acompanhamento médico.

Gostou das dicas de como acabar com a queda de cabelo? Para saber mais sobre o assunto, leia o post “Queda de cabelo: como evitar, tratar e cuidar dos fios”. Aproveite também para mandar suas perguntas para a dermatologista! :)

COMENTÁRIOS


Lembre-se: este site não realiza consultas online nem receita medicamentos ou cosméticos. Reservamos o direito de escolher quais perguntas responder e apenas tiramos dúvidas específicas sobre problemas de pele.



COMENTÁRIOS




Escreva sua mensagem (Máx. 250 caracteres)