Cuidados com a pele

Se você sofre ou conhece alguém que tenha hirsutismo, saiba como deve proceder.

hirsutismo-2

Você já ouviu falar em hirsutismo? E em excesso de pelos? Para algumas pessoas, dependendo do caso, o excesso de pelos, especialmente em mulheres, afeta a autoestima e é decorrente de um desequilíbrio hormonal, embora seja um pouco raro. No caso das mulheres, são afetadas tanto no período fértil, quando no pós menopausa.

Apesar da maior causa ser o desequilíbrio hormonal, há também outros fatores que levam ao hirsutismo, como causas genéticas, uso de medicamentos e distúrbios glandulares.

A boa notícia é que, se esse problema realmente te afeta muito, há um tratamento! É lógico que o tratamento precisa, anteriormente, de um diagnóstico correto e também é preciso estar alerta para o surgimento de alguns sintomas.

Diagnóstico

Como dito anteriormente, o aumento do hormônio masculino testosterona é um dos grandes responsáveis por esse distúrbio. Isso explica porque as mulheres com hirsutismo tendem a desenvolver penugens no rosto, barriga e costas.

O diagnostico envolve exames laboratoriais e de imagem, assim será possível avaliar os níveis de hormônios no sangue e observar os estado dos ovários e glândulas.

Após o diagnóstico correto, é possível começar a planejar as melhores formas de tratamento.

Tratamentos

Alguns tratamentos físicos são mais comuns e muito utilizados, acompanhando o tratamento tópico e sistêmico – como o bloqueio da ação dos hormônios masculinos e medicamentos de uso oral. Esse tipo de tratamento leva alguns meses para que os primeiros resultados comecem a aparecer. Por essa razão, a remoção física dos pelos também é necessária em alguns casos.

A escolha do método físico também deve ser discutida com o especialista. Em especial, há alguns pontos que merecem ser levados em consideração na hora de optar por um tratamento:

– Os cremes depilatórios são mais simples, porém possuem indicação de uso muito restritas e que, se não seguidas corretamente, podem causar irritação e até mesmo queimaduras.

– Alguns tratamentos podem ocasionar a inflamação e encravamento dos pelos.

– Os lasers são a opção mais rápida, mas também a de maior custo, e que só devem ser feitas depois de cientes de todas as possíveis consequências do tratamento.

E você, conhece alguém com hirsutismo e que adoraria tirar mais dúvida sobre o assunto? Mande sua pergunta para nós!

COMENTÁRIOS


Lembre-se: este site não realiza consultas online nem receita medicamentos ou cosméticos. Reservamos o direito de escolher quais perguntas responder e apenas tiramos dúvidas específicas sobre problemas de pele.



COMENTÁRIOS




Escreva sua mensagem (Máx. 250 caracteres)