Perguntas e respostas

Sensação de inchaço no corpo: seu problema pode ser a retenção de líquidos!

drenagem

Há algum momento do dia em que você se sinta inchada? Você percebe que, ao longo do dia, seu corpo parece diferente em relação a mais cedo? Não é impressão sua: pode ser retenção de líquidos!

A retenção de líquidos atinge grande parte das mulheres e é mais comum nas pernas, pés e tornozelos. O acompanhamento com especialista torna-se ainda mais essencial nesse caso, porque, primeiramente, é preciso descartar a possibilidade de doenças , como as doenças do coração, vasculares, rins e fígado.

Além de muito desagradável pelo inchaço, a retenção de líquidos também pode ser um dos fatores que colaboram com o surgimento ou piora da celulite.

O que é e como identifico uma retenção de líquidos?

O corpo humano é composto em mais de dois terços por água, que desempenham suas funções e se mantem em ordem. Quando acontece algo de inesperado, eles se desequilibram. Esse líquido, sem proteínas, passa dos vasos sanguíneos para o tecido subcutâneo. É aí que você consegue identificá-lo: quando notar o inchaço, faça o teste apertando a região com as mãos. Se os seus dedos marcarem a região é porque há retenção de líquidos.

Uma avaliação médica é obrigatória nesses casos, uma vez que é necessário afastar doenças como causadoras desses inchaços.

Por qual razão essa retenção acontece?

Existem vários motivos que podem levar à retenção de líquidos. Um deles pode ter relações com o seu cotidiano, como o sedentarismo, os problemas cardíacos, hepáticos, renais ou de tireoide, a má circulação, reações alérgicas, quantidade inadequada de proteínas ou sais, variação da pressão sanguínea, entre outras. Ou seja, é muito importante lembrar que, em se tratando de edemas da pele, não só os açucares e gorduras são os responsáveis, mas o sal também.

Evitar a retenção de líquidos é possível?

Sim, desde que você adote bons hábitos. E as dicas são aquelas que devemos adotar em muitos outros casos, desde sempre, e que normalmente as pessoas não colocam em prática:

Mantenha uma alimentação balanceada: frutas diuréticas, potássio, vitaminas e cálcio devem estar presentes na sua dieta.

Beba, pelo menos, 2 litros de água por dia. Ela eliminará as toxinas e estimulará o bom funcionamento dos rins.

Diminua ou elimine de vez o consumo de alimentos industrializados, com os enlatados, os embutidos e até os refrigerantes, que contem sódio.

Faça exercícios físicos ao menos 2 vezes por semana.

A drenagem linfática como principal aliada

Uma vez afastadas doenças como causa dos inchaços pelo seu médico, a drenagem linfática vai ajudar muito. Ela é uma espécie de massagem utilizada para drenar os líquidos e toxinas acumulados, encaminhando esses líquidos, suavemente, pelo nosso corpo, até que saiam pelos gânglios como axilas, virilha e pernas. Com essa estimulação, há a diminuição do inchaço no corpo, melhorando também a circulação sanguínea.

Dessa maneira, a drenagem linfática acaba por reduzir as medidas, mas não emagrecer.

Como é feita a drenagem linfática

A drenagem é feita com massagens sobre o trajeto dos vasos sanguíneos, sempre na direção das axilas, virilha e pontos de saída.

Ela é feita de forma manual, com movimentos leves, utilizando as mãos ou aparelhos da endermologia. Cada local recebe um movimento diferente. De maneira frequente, é possível observar resultados satisfatórios e reduções de medidas causadas pelo inchaço.

 

Ficou alguma dúvida sobre a retenção de líquidos ou o tratamento com drenagem linfática? Gostaria de perguntar alguma coisa? Então, mande sua pergunta para o dermatologista!

COMENTÁRIOS


Lembre-se: este site não realiza consultas online nem receita medicamentos ou cosméticos. Reservamos o direito de escolher quais perguntas responder e apenas tiramos dúvidas específicas sobre problemas de pele.



COMENTÁRIOS




Escreva sua mensagem (Máx. 250 caracteres)