Perguntas e respostas

Unhas fracas: qual é a raiz do problema e o que fazer para melhorar?

unhas-fracas-como-cuidar

Quem nunca teve suas dúvidas em relação às unhas? Ter uma unha quebrada é uma situação bem comum vez ou outra, mas não sempre. Quando passa a ser rotineiro, dificultando o crescimento das unhas ou tornando-as doloridas, é recomendável a consulta com um especialista.

O que precisamos saber sobre as unhas antes de qualquer outra coisa

Elas possuem queratina e ajudam no processo de proteção do organismo, ou seja, ela vai bem além da função estética que conhecemos. Em média, nossas unhas crescem 3 mm ao mês, mas tudo pode ser muito relativo e depende da sua idade, ocupação, entre outros fatores.

Todo organismo possui uma reserva de proteínas, vitaminas e defesa, que são utilizadas pelo corpo. Em casos de problemas mais graves, e existindo a possibilidade de usar essa reserva para proteger órgãos vitais, as unhas e cabelos ficarão como segundo plano. Ou seja, em algum determinando momento sofrerão carência de nutrientes, interrompendo seu crescimento ou sofrendo alterações em sua estrutura.  Porém, não existindo qualquer problema dessa natureza, caso a sua unha continue fraca, concluímos que o problema é a síndrome das unhas frágeis.

O que é a Síndrome das Unhas Frágeis?

Ela, que representa a queixa de boa parte das pessoas, especialmente as mulheres, não é apenas um problema estético, mas pode sinalizar a existência de algum outro problema que se reflete nas unhas. Por isso, é tão importante a visita ao dermatologista, na intenção de se investigar possíveis de dentro para fora.

Na exclusão de qualquer problema de saúde, temos a síndrome das unhas frágeis, que são relacionadas aos hábitos de vida e, por essa razão, facilmente tratados. Alguns hábitos mais comuns que levam a essa condição são a exposição prolongada à água ou agentes químicos como produtos de limpeza, cosméticos, digitação diária, entre outras situações. É importante lembrar também que as unhas de idosos possuem menos lipídios, mostrando maior vulnerabilidade.

Cuidados para evitar a quebra e escamação das unhas

Se o seu problema realmente for a síndrome das unhas frágeis, significa que a causa é externa, então a mudança de hábito é o tratamento correto. Em alguns casos, além dos hábitos, também pode ser indicado o uso de medicamentos e até produtos fortalecedores, com a intenção de hidratar, fortalecer e até modificar a composição da unha.

Além disso, antes mesmo de se consultar, você já pode adotar alguns cuidados básicos:

Tenha uma dieta rica em proteínas;

Faça hidratação nas unhas, pois o combate ao ressecamento também ajuda em seu desenvolvimento;

Evite manipular substâncias químicas diretamente e traumas diários também;

Use luvas sempre que precisar faze atividades onde seja necessário mexer com águas ou produtos;

Use removedores de esmaltes sem acetona;

Mantenha a unha um pouco mais curta, para evitar alguns traumas. Lixe-as para diminuir levemente as pontas.

 

Você também sofre com as unhas, já tentou de tudo e elas continuam frágeis? Mande sua pergunta para o dermatologista!

 

COMENTÁRIOS


Lembre-se: este site não realiza consultas online nem receita medicamentos ou cosméticos. Reservamos o direito de escolher quais perguntas responder e apenas tiramos dúvidas específicas sobre problemas de pele.



COMENTÁRIOS




Escreva sua mensagem (Máx. 250 caracteres)

  • Responder Margalit 16 de março de 2017 at 11:26

    Estou há alguns meses com uma das unhas quebradas na vertical, desde a base. Aparentemente já nasce rachada. O que posso fazer para solucionar esse problema? Muito obrigada

    • Responder Pergunte Ao Dermatologista 17 de março de 2017 at 15:08

      Manter as mãos e unhas sempre bem hidratadas ajuda bastante, além do uso de luvas quando for fazer algum trabalho doméstico como lavar louças, roupas, etc. Se mesmo assim não melhorar, procure um dermatologista.