windpocken-1
Perguntas e respostas

Dicas da nossa dermatologista para a pele das crianças!

Celebrar a semana das crianças exige muita brincadeira, diversão, alegria e saúde, é claro! E quando se fala de saúde em bebês, crianças e adolescentes, a dermatologia não fica de fora. A Dermatologia Infantil é a área da dermatologia que cuida da pele das crianças e adolescentes e é especialista em detectar e tratar problemas que também são bem específicas nessa faixa etária.

Portanto, hoje trouxemos algumas dicas sobre dúvidas mais simples que podem surgir no dia a dia, mas nada dispensa a visita ao dermatologista!

Se você tem crianças em casa e, por ventura, tem alguma dúvida sobre algo relacionado à pele, cabelos e unhas, sinta-se à vontade para enviar sua pergunta para a nossa dermatologista e em breve ela responderá aqui!

Quais são os problemas de pele mais comuns em bebês e crianças?

Dermatites

A dermatite é a primeira delas. Tanto a seborreica, quando a atópica e a chamada dermatite de fraldas, são bem recorrentes nos bebês.

A dermatite seborreica, além do couro cabeludo, pode atingir outros locais, como nas dobrinhas atrás da orelha e até mesmo na testa. Ela também tende a se espalhar um pouco mais, em algum dos casos, mas vai desaparecendo ao longo dos meses.

Já a dermatite das fraldas, nada mais é que a famosa assadura, que é ocasionada justamente pelo uso de fraldas. Nesse caso, o abafamento do local a higiene é o maior aliado, exigindo uma troca de fraldas ainda maior durante o dia, além do uso de pomadas para assaduras. Geralmente, esse tipo de dermatite só desaparece definitivamente quando a criança deixa de usar fraldas. Em casos aparentemente fora do comum, procure por um médico!

A dermatite seborreica também é comum nas crianças, pois a glândulas sebáceas aumentam suas atividades. Engana-se quem pensa que essas caspinhas aparecem apenas no couro cabeludo: elas também podem aparecer em outras partes do corpo. Com o tempo, ela acaba desaparecendo, mas é indispensável uma boa higiene para manter a situação em controle.

Por fim, a dermatite atópica é outra irritação bem comum, ocasionando coceiras e até pequenos machucados, especialmente na pele de bebês e também é desencadeado ela reação alérgica a produtos como talcos com perfume, hidratantes e até mesmo sabonetes sem pH neutro.

Brotoeja e Milium

Brotoejas são aquelas pequenas bolinhas vermelhas que surgem pelo corpo. Elas nada mais são do que o resultado da dificuldade que a pele tem em respirar e, com isso, liberar o suor. Ou seja, a melhor forma de proteger a pele do bebê dessa irritação é evitando o abafamento, tanto de roupas, quanto do ambiente, mantendo sua pele bem arejada.

Já o Millium é caracterizado por pequenas bolinhas de queratina, que aparecem na pele das crianças – em aproximadamente 50% delas. Porém, também somem com o passar do tempo, não sendo necessário o tratamento nessa fase.  

Cuidados gerais e especiais com as peles das crianças

De modo geral, há diversas alergias de pele que desencadeiam em crianças e os motivos são vários, porém, uma boa parte é causada por fatores externo e uso de produtos perfumados, como sabonetes, hidratantes e até mesmo talcos, ou então sabonetes sem o pH ideal.

Basicamente, é correto escolher o sabonete infantil com menos detergente e aplicar bem pouco. Não pode esquecer-se de enxaguar bem, quando a criança se lavar na banheira.

Tecidos de roupas e outros fatores também podem ser prejudiciais, portanto, aparecendo sintomas que demoram a sumir sozinhos, procure um dermatologista ou o pediatra, para a orientação correta.

Quanto à proteção solar, ela é essencial em qualquer idade. Porém, não utilize filtro solar em crianças menores de 6 meses. Nesses casos, a melhor barreira solar é a física, portanto, não saia ao sol com a criança e utilize sempre sombrinhas e roupinhas leves.

Acima dessa idade, vale procurar por protetores que indiquem, em suas embalagens, que são recomendados para crianças. Isso significa que eles são bem resistentes à água e possuem menos substâncias químicas.

Em quais casos devo começar a procurar um dermatologista?

A princípio, alguns problemas de pele são tão comuns em crianças, que o pediatra poderá resolvê-los. Quando passam desse estágio comum ou apresentam alguma especificação, aí é necessário o encaminhamento ao dermatologista.

Portanto, é bom manter certa frequência de visitas ao dermatologista, especialmente para acompanhar as tão temidas pintas que já temos desde que nascemos, e a evolução das mesmas. Lembre-se que algumas doenças de pele são desencadeadas já desde pequenininhos e podem ser hereditárias. O melhor dos tratamentos, sempre é a prevenção.

 

E você, tem crianças em casa e adoraria tirar uma dúvida sobre a pele delas? Fique à vontade para perguntar para a nossa dermatologista!

COMENTÁRIOS


Lembre-se: este site não realiza consultas online nem receita medicamentos ou cosméticos. Reservamos o direito de escolher quais perguntas responder e apenas tiramos dúvidas específicas sobre problemas de pele.



COMENTÁRIOS




Escreva sua mensagem (Máx. 250 caracteres)