alergias-a-bijuterias
Perguntas e respostas

Alergias à bijuterias: qual é o motivo e como resolver o problema?

As bijuterias, hoje em dia, são incríveis e é praticamente irresistível não utilizar algumas. Mas, se tem uma coisa que não muda com o passar do tempo são as irritações na pele com o uso desses acessórios e as alergias às bijuterias. Você já parou pra pensar por qual motivo isso acontece? Será que tem como evitar e tratar, até mesmo para continuar utilizando esses materiais?

Nossa dermatologista explicou um pouco do que acontece em nossa pele, os motivos e o que fazer. Se você é fã de acessórios, continue lendo!

Por que o uso de bijuterias incomoda a pele de algumas pessoas?

A vermelhidão na pele, que pode aparecer seguida de coceira ou ardência, acontece pela reação com algumas susbtâncias. É o caso das bijuterias, que geralmente contém metais menos nobres – como é o caso do níquel. Ao entrar em contato com a pele, acaba provocando essa reação, conhecida como dermatite de contato.

E o que é dermatite de contato?

A dermatite de contato é exatamente essa reação da pele ao contato com determinadas superfícies e substâncias. Não apenas o níquel, mas diversos outros materiais e substâncias são responsáveis por provocar essa irritação. Isso inclui alguns sabonetes e perfumes, por exemplo, entre outras coisas. Pode acontecer de forma irritativa, ou seja, ao simples contato com a substância em questão. Outra forma é a alérgica, com a exposição consecutiva ao agente causador da irritação, como é o caso das bijuterias.

Por que acontece com algumas pessoas?

Basicamente, algumas pessoas já possuem uma predisposição genética a desenvolverem essa alergia sempre que entrarem em contato com esses materiais.  Apesar disso, até mesmo quem não tem problemas genéticos pode desenvolver uma reação alérgica. Isso dependerá do local onde a bijuteria é usada e também o tempo – afinal, isso aumenta o tempo de contato entre a substância irritativa e a pele.

Aprenda a evitar e cuidar

A principal forma de evitar as reações causadas pela dermatite de contato é evitando, como o nome já sugere o contato com a substância. Porém, o que a maior parte das pessoas esquece é que o metal não está presente somente nas bijuterias que usamos, mas também no sutiã, botão da calça jeans, pulseira de relógios, fivelas de cinto, etc.

Então se você parou de usar brincos e pulseiras mas ainda tem sintomas, pode estar entrando em contato sem perceber, com algum desses citados. Assim que notar uma coceira e vermelhidão em alguma região, suspenda o uso do acessório e lave a pele.

A ideia é livrar a pele do contato com a substância alérgica imediatamente. Porém, isso não significa abrir mão de utilizar seus acessórios.

Existem algumas opções a serem seguidas. Uma delas é não utilizar por muito tempo a bijuteria. Se, mesmo por pouco tempo, a reação for imediata, procure utilizar semi-joias, ou bijuterias livres de níquel, como as feitas com aço inoxidável e até alumínio.

Os acessórios com ouro e prata também apresentam poucas reações alérgicas, de maneira geral, e são uma boa opção.

Outro passo a ser seguido, após o primeiro sinal de irritação, é utilizar um creme hidratante na região, ou pomadas com corticoides. Aplicar compressas com água gelada também ajuda a aliviar a irritação. A água termal, nesses momentos, costuma ser uma ótima aliada.

É claro que, dependendo da gravidade da irritação, o dermatologista deverá ser consultado para que ela não aumente, nem se agrave. Muitas vezes é possível confirmar o diagnóstico por meio de um exame chamado teste de contato, que ajuda a esclarecer também se há alergia a outros produtos como esmalte de unha por exemplo.

 

E você, consegue usar bijuterias tranquilamente ou já notou que a sua pele também não se dá muito bem quando entra em contato com elas? Gostaria de tirar alguma dúvida? Faça sua pergunta para a nossa dermatologista!

COMENTÁRIOS


Lembre-se: este site não realiza consultas online nem receita medicamentos ou cosméticos. Reservamos o direito de escolher quais perguntas responder e apenas tiramos dúvidas específicas sobre problemas de pele.



COMENTÁRIOS




Escreva sua mensagem (Máx. 250 caracteres)

  • Responder Berenice Vaz de Freitas 24 de outubro de 2017 at 08:11

    Tenho psoríase nos pés e nas mãos já usei vários remédios e não melhorou fui em vários dermatologista vê não tive bons resultados estão desesperada o que faço ? me dê um parecer

    • Responder Pergunte Ao Dermatologista 29 de outubro de 2017 at 15:41

      Pra pessoas que já fizeram bários tratamentos com cremes e pomadas e não melhoraram, muitas vezes há indicação de medicamentos via oral ( tomados ). Como esses remédios são controlados e precisam de acompanhamento médico, você deve procurar seu dermatologista.