Screen-Shot-2016-01-28-at-10.10.23-AM
Perguntas e respostas

Shampoo a seco: entenda a melhor forma de utilizá-lo e evite problemas

Lavar os cabelos todos os dias não faz parte da realidade de muitas pessoas e os motivos são vários: às vezes não dá tempo, e às vezes é uma questão de preferência mesmo, seja pela correria do dia a dia, ou aquela cor que você quer preservar e desbota mais a cada lavagem, entre tantas outras razões. Por isso, o shampoo a seco, desde que surgiu, tornou-se o grande companheiro de muitas pessoas, afinal ele consegue disfarçar aquele aspecto de cabelos sujos.

Mas, você sabe em que momento deve recorrer a ele, até que ponto o produto pode ajudá-lo, e em qual momento ele não é o ideal? Nossa dermatologista explicou sobre esse produto e deu algumas dicas, confira!

Em que momento usar o shampoo a seco?

Para quem não sabe, o shampoo a seco é como um pó, que vem num frasco e é borrifado na raiz. Esse pó age sugando a oleosidade do cabelo e, dessa forma, removendo o aspecto pesado e oleoso, melhorando sua textura.

Qual é o máximo de vezes que podemos utilizar o shampoo a seco?

Como dito anteriormente, esse produto é muito utilizado em situações de emergência, na correria do dia a dia. Portanto, ele não substitui a lavagem do cabelo e não pode ser utilizado diariamente. O ideal é que seja utilizado uma vez, quando não puder lavar os cabelos, e no dia seguinte o cabelo seja lavado normalmente.

O shampoo a seco age de forma bem superficial e pode acabar sobrecarregando o couro cabeludo se utilizado repetidamente. Portanto, se ficar alguns dias sem lavar o cabelo utilize-o apenas no último dia, quando ele estiver mais oleoso. Depois, lave-o normalmente.

Quem não pode utiliza-lo?

De modo geral, o shampoo a seco não faz mal aos cabelos, porém, se você tem problemas como a dermatite seborreica, por exemplo, o ideal é não utilizá-lo e assim evitar também o acúmulo do produto no couro cabeludo, que pode agravar a situação.

Isso porque, quando utilizado em excesso, ou em casos extremos, o shampoo a seco pode acabar desencadeando alguma irritação, entupindo os poros, ou ressecando o couro cabeludo. Como já falamos tantas vezes por aqui, o couro cabeludo obstruído pode causar uma série de problemas.

Para removê-lo, sugerimos que massageie os cabelos por alguns minutos, durante a lavagem comum, para que todos os resíduos sejam removidos. Aliás, esse também é um bom momento para fazer uma esfoliação no couro cabeludo, conforme explicamos nessa matéria sobre shampoos esfoliantes.

Utilizar o talco no lugar do shampoo a seco, tem o mesmo efeito?

Antes mesmo do shampoo a seco fazer sucesso, o truque famoso entre muitas pessoas era o de utilizar talco nos cabelos. Ele funciona da mesma maneira que o shampoo a seco, pois seu pó tem o poder de sugar a oleosidade e acabar melhorando a aparência dos fios. Ainda que o efeito seja garantido, insistir nesse procedimento pode acabar alterando o pH do cabelo ou fazendo com que o talco fixe no couro cabeludo, causando outros problemas, já que ele não é um produto feito para a região.

 

Portanto, a dica está dada: shampoo a seco funciona, mas é uma saída de emergência e age de forma superficial. Utilize-o moderadamente para que não apareça ou agrave algum outro problema!

 

Se você ainda tem alguma dúvida, fique à vontade para enviá-la à nossa dermatologista!

COMENTÁRIOS


Lembre-se: este site não realiza consultas online nem receita medicamentos ou cosméticos. Reservamos o direito de escolher quais perguntas responder e apenas tiramos dúvidas específicas sobre problemas de pele.



COMENTÁRIOS




Escreva sua mensagem (Máx. 250 caracteres)