the-signs-symptoms-and-treatments-of-eye-Eyelid-Skin-Cancer-cancer-u-what-are-the-signs-symptoms-and-treatments-of-bcc-me
Perguntas e respostas

Envelhecimento intrínseco e extrínseco: saber diferenciá-los pode evitar o envelhecimento precoce

Envelhecer é um processo totalmente natural e que todos passarão. Quando somos mais jovens, nossas células somáticas são sempre substituídas por novas, o que deixa de acontecer com o passar dos anos. É um desgaste natural das células, que ocasiona o envelhecimento do corpo. Portanto, independente do que você faça, esse é um processo do qual não podemos fugir.

Apesar disso, é importante saber que nosso corpo – e, consequentemente, nossa pele – além de envelhecer por motivos naturais, também envelhece por fatores externos. Esses fatores externos acabam acelerando esse processe natural, o que chamamos de envelhecimento precoce. Assim, dividimos os fatores de envelhecimento como envelhecimento intrínseco e envelhecimento extrínseco. O que é cada um deles e em qual podemos interferir?

Fatores intrínsecos

Os fatores intrínsecos, como dissemos, são os fatores cronológicos, dependentes da nossa genética, do passar dos anos, dos nossos hormônios, do estresse oxidativo e até dos níveis de glicose no sangue. Eles são naturais e não podemos evitá-los.

Fatores extrínsecos

Já os fatores extrínsecos têm muito mais a ver com nossos hábitos de vida e fatores ambientais. Ou seja, se você costuma se expor muito ao sol sem proteção, se pratica ou não exercícios físicos, ou se você se alimenta bem. Também vale lembrar sobre o nosso contato com as toxinas ao longo da vida. Nesse grupo, podemos incluir o cigarro, o álcool, os poluentes do ar, entre tantos outros que podem acelerar o processo de envelhecimento da pele. Esses são os fatores que podemos evitar com alguns cuidados ao longo da vida.

Como prevenir o envelhecimento precoce?

Como podem perceber, envelhecer é um processo natural, mas que é acentuado por muitas causas que podemos controlar. Portanto, é possível sim tomar providências com relação ao envelhecimento quando falamos dos fatores extrínsecos.

A primeira delas, sem a menor dúvida, é o uso do filtro solar, como sempre frisamos aqui. Seja nos dias de sol ou de chuva, os raios UV são constantes e diários. Aliás, além de prevenir o envelhecimento cutâneo precoce, o protetor solar ajuda a prevenir doenças e, em alguns casos, é a única forma de controlar outras.

Dessa forma, fica claro que a prevenção é a melhor maneira de evitar o envelhecimento. Além do protetor diário, beber água com frequência mantém seu organismo hidratado e facilita que seu corpo elimine toxinas que aceleram esse processo.

Também conseguimos nos livrar das toxinas removendo os resíduos da pele, limpando-a pela manhã e pela noite, além de abandonar vícios como o tabaco e o álcool, por exemplo.

Tratamentos

O creme antienvelhecimento, comumente usado por grande parte das pessoas, até consegue minimizar os efeitos do tempo na pele, mas não pode reverter todos esses sinais.

Além dele, as pessoas procuram muito por tratamentos que oferecem resultados mais rápidos, em um curto espaço de tempo. São eles os lasers, luz pulsada, preenchimentos, radiofrequência, entre outros. Nesses casos, o dermatologista deve ser consultado e dirá qual é o mais indicado para a sua pele.

O ideal é entender que todos nós iremos envelhecer e esses sinais são marcas de uma vida toda, mas podemos escolher por envelhecer no tempo certo e de maneira mais saudável!

Se você ficou com alguma dúvida, ou gostaria de fazer algum comentário, fique à vontade para comentar nessa matéria ou enviar sua pergunta clicando aqui!

COMENTÁRIOS


Lembre-se: este site não realiza consultas online nem receita medicamentos ou cosméticos. Reservamos o direito de escolher quais perguntas responder e apenas tiramos dúvidas específicas sobre problemas de pele.



COMENTÁRIOS




Escreva sua mensagem (Máx. 250 caracteres)