Got-Dry-Skin-This-Beauty-Hack-May-Seem-a-Little-Fruity-But-2255-620ace38d9-1484186713
Perguntas e respostas

Fitofotomelanose: descubra o que é e saiba como evitar

Esse termo tão grande esconde um fato muito comum e que todos já passaram, ao menos uma vez na vida. Aliás, é agora, no verão, onde mais acontecem os casos de fitofotomelanose, por isso, algumas dicas e alertas são imprescindíveis.

O que é a fitofotomelanose?

Para quem não sabe, a fitofotomelanose é a reação na pele, sentida como uma queimadura, que é causada pela reação de um composto conhecido como “furocumarínicos”, que podem ser absorvidas pela pele.  Esse composto pode estar presente na polpa de alimentos cítricos, como a laranja, o limão, tangerina, morango e figo, por exemplo.  Ao tocar a pele e ser exposto ao sol, ele reage gerando uma irritação e aumentando a pigmentação da pele naquela região. Ou seja, são as famosas manchas que ficamos na pele quando tomamos um sorvete de limão na praia, ou aquela caipirinha ou suco, por exemplo.

Além dessas, outras substâncias também podem causar essas manchas quando expostas ao sol, como os refrigerantes e até o perfume. Nesses casos, chamamos de fotomelanose.

Dá para evitar o surgimento das manchas? Há perigo?

Nesse caso, para evitar as manchas é preciso evitar a situação em si. Ou seja, não tome ou coma nada com frutas cítricas enquanto estiver ao sol. Se tomar, evite o contato direto com o sol. É bom lembrar também que lavar o local com água pode não ajudar na prevenção das manchas, portanto, o melhor mesmo é evitar. Como vimos, evitar utilizar perfumes, especialmente na praia, também ajuda a evitar as manchas.

É importante dizermos que a mudança na pigmentação causada pela fitofotomelanose não apresenta nenhum risco e as manchas tendem a desaparecer gradativamente, de forma espontânea. Se preferir, o uso de algum despigmentante pode ajudar no processo de clareamento da mancha.

Em casos extremos, a depender da quantidade da substância causada na pele, o tempo em que ficou exposto ao sol, entre outros fatores, pode haver algumas reações mais intensas, como bolhas, manchas vermelhas e dores, como ardência, por exemplo. Nesses casos ou em casos onde a mancha não aparente melhora natural, você deve procurar um dermatologista.

E você, já passou por essa situação? Ficou com alguma dúvida? Então, mande a sua pergunta para a nossa dermatologista clicando aqui!

COMENTÁRIOS


Lembre-se: este site não realiza consultas online nem receita medicamentos ou cosméticos. Reservamos o direito de escolher quais perguntas responder e apenas tiramos dúvidas específicas sobre problemas de pele.



COMENTÁRIOS




Escreva sua mensagem (Máx. 250 caracteres)