Poder-da-mente-sobre-o-corpo-3
Perguntas e respostas

Proteção solar através de capsulas: você já usou?

Tomar aquele solzinho no inverno é essencial e revigorante, e no verão é a paixão da maioria das pessoas! Mas, como todos bem sabem, a exposição ao Sol, seja qual for a época do ano, pode trazer diversos danos à pele, por isso, os filtros solares são de extrema importância.

Aliás, não apenas em dias ensolarados, mas em qualquer dia é necessário o uso do protetor solar. Já foi mais que provado que a exposição ao Sol é uma das principais causas de doenças de pele e do envelhecimento cutâneo. Isso acontece porque, ao se expor ao Sol, nosso corpo passa a produzir mais radicas livres nas células e reduz sua imunidade. Como consequência, temos alterações no DNA, que desencadeiam processos inflamatórios, ocasionando lesões, envelhecimento e até o câncer de pele.

O que são e como os fotoprotetores orais podem ajudar nesse caso?

Em outros posts, já falamos sobre como a nossa pele é capaz de se defender de impurezas e quaisquer agentes estranhos. Porém, esse mecanismo de defesa pode se esgotar de forma significativa. Demos um exemplo aqui, ao contar como a nossa pele reage quando precisa se defender dos raios UV e da poluição

Nesse cenário, as pílulas de fotoprotetores podem fazer a diferença, uma vez que oferecem suporte e otimizam esses mecanismos de defesa do corpo. Elas nada mais são que cápsulas prontas ou manipuladas que contém substâncias ricas em ativos antioxidantes. Esses antioxidantes neutralizam os radicais livres, protegendo, minimizando ou até mesmo revertendo os feitos do sol em nossa pele.

O processo ocasionado pela ação dos radicais livres acontece dentro do seu organismo, logicamente, então nada mais correto que trata-lo de dentro para fora, não é? É essa intenção ao fazer uso dos fotoprotetores orais.

Só para fazer uma comparação, os filtros solares comuns, que passamos sobre a pele, agem de forma a refletir os raios UV, impedindo que eles penetrem em nossa pele. Já os fotoprotetores orais, funcionam minimizando a ação desses raios depois que já penetraram a derme.

Eles realmente funcionam?

Uma vez que neutralizados, os radicais livres, que surgem por causa da exposição ao sol, não conseguem trazer tantos males ao nosso organismo. Por isso, eles realmente funcionam, mas não sozinhos. Toda proteção é essencial!

Um ponto de extrema importância e que devemos levar em conta é que cada fórmula deve ser elaborada individualmente, pois muitos detalhes são levados em consideração, especialmente sobre seus componentes – há vários ativos que podem ser utilizados e combinados, fazendo muito bem à sua pele.  Outro detalhe é que, como eles agem de dentro pra fora, e não diretamente na derme, só fará efeito depois de certo tempo de uso, portanto, a frequência e a quantidade, assim como a fórmula, devem ser indicadas pelo seu dermatologista.

Aliás, cabe uma observação: como a sua ação é gradual, não adianta se expor ao sol e depois ingerir várias cápsulas acreditando que a proteção aumentará.

Em quais ocasiões são mais indicados?

Com certeza nos meses mais quentes do ano, onde a radiação é maior e onde estamos mais expostos ao sol, principalmente porque nessas épocas utilizamos roupas mais leves e que cobrem menos o corpo.

Também são bastante indicados em casos onde o individuo está realizando um tratamento para manchas ou qualquer doença da pele que pode piorar sempre que exposto ao sol, como o Melasma, por exemplo. Sobre isso, vale a pena conversar com seu dermatologista e entender se eles se aplicam ao seu caso.

De qualquer maneira, vale lembrar, principalmente, que alguns componentes, como o betacaroteno, por exemplo, são contraindicados em alguns casos, por isso é essencial que tudo seja feito com a indicação e o acompanhamento de um dermatologista!

Ficou com alguma dúvida sobre essa forma de se proteger do sol? Fique à vontade para enviar suas perguntas para a nossa dermatologista!

shutterstock_370687946
Perguntas e respostas

Cosméticos e dermocosmeticos naturais x químicos. Qual é a melhor opção?

Nos últimos tempos muita gente tem voltado o olhar para a própria saúde, seja em relação a medicamentos ou com cosméticos e dermocosmeticos, sempre pensando nas substâncias que utiliza e tendo consciência do bem ou mal que podem fazer a longo prazo.

Com isso, tem crescido também a procura por dermocosmeticos e cosméticos naturais. Consequentemente, as pessoas têm se perguntando mais se esses produtos são realmente confiáveis, ou se os feitos em laboratórios não são potencialmente mais agressivos à pele. Qual é a sua percepção entre um e outro, saberia dizer?

Trouxemos a tona esse assunto, com o intuito de desmentir e esclarecer algumas questões a respeito.

Qual é o mais eficaz: um dermocosmetico químico ou natural?

Não há uma regra. O que vai ser decisório no tempo e eficácia de um dermocosmetico, por exemplo, é uma série de detalhes, como a concentração do ativo na fórmula, seja ela natural ou química, a forma como ela se apresenta, seja gel, ou creme, entre outros aspectos.

Além da concentração dos ativos na fórmula, a eficácia de cada produto dependerá de quais ativos foram usados, portanto, não existem estudos de analise entre os dois tipos para se provar qual é o mais eficaz. Alguns ativos são comprovadamente muito eficazes para a pele, estejam eles em produtos naturais ou químicos, então, mais uma vez, o ativo em si é que dirá sobre os melhores resultados em uma fórmula.

Em qual tipo de pele um dermocosmetico natural pode ser utilizado?

Qualquer tipo de pele, desde a mais jovem, até a mais madura, podendo fazer uso de ambos. O que é relevante e deve ser levado em conta é a formulação e a indicação para o seu tipo de pele.

Além disso, sempre é bom lembrar que não é porque um produto é natural, que ele pode ser utilizado por qualquer pessoa e que não pode prejudicar a pele. Os produtos naturais podem sim causar reações à pele e nem todos tem seus resultados comprovados. Portanto, o dermatologista é que deverá indicar tanto um natural, quanto químico. Não é porque um produto é natural que ele pode ser utilizado sem orientação médica.

Também é importante salientar, no caso de cosméticos principalmente, que a lei no país não define o que realmente é um produto natural, o que faz com que algumas marcas aproveitem o termo, anunciando seus produtos como naturais, ainda que não sejam.

Então, tirem os mitos da cabeça: os cosméticos e dermocosmeticos químicos não necessariamente são mais fortes ou eficazes que os naturais, e os naturais não necessariamente precisam de um tempo de ação maior, ou apresentam pouco perigo: todos devem ser muito bem indicados, pois são formulados com ativos potentes.

Qual a vantagem de um sobre o outro?

Como ainda não há casos de estudos que acompanhem os resultados de um em comparação ao outro, ainda não é seguro falar de vantagens e desvantagens. Como salientamos a principio, o que realmente importa é o ativo, esteja ele em um produto químico ou natural. De qualquer forma, os cosméticos e dermocosmeticos naturais colaboram, em tese, com a preservação da natureza. Porém, é preciso checar sua origem e como foi produzido.

A desvantagem dos produtos naturais, inclusive, está em ter poucos produtos no mercado que sejam realmente confiáveis, por isso, são mais difíceis de encontrar. Por esses motivos, e tantos outros, a consulta com um dermatologista é essencial, não só para que a formula certa seja usada, mas para que um produto de confiança seja utilizado.

 

E você, tem suas preferências ou dúvidas sobre o uso de um e outro? Fique à vontade e pergunte ao dermatologista!

comment-se-maquiller-les-yeux-selon-forme-conseils-base-préparer
Perguntas e respostas

Dermatologista Responde: como faço para amenizar as olheiras?

A grande maioria das pessoas se queixa das olheiras, que transmitem um aspecto cansado à face. Essa é uma queixa frequente entre homens e mulheres e muitos já tentaram diversos tratamentos, nem sempre com bons resultados. O fato é que para tratar suas olheiras, assim como qualquer outro problema de pele, é necessário descobrir a sua causa, e existem algumas!

Por isso, recebemos tantas perguntas diariamente com pedidos de dicas, tratamentos, e dúvidas sobre como amenizar essa condição. Respondemos algumas e selecionamos para mostrar aqui. Esperamos que possam te ajudar de alguma forma, mas, caso você também tenha alguma dúvida, fique à vontade para enviá-la à nossa dermatologista clicando aqui!

Há dois meses me apareceram olheiras profundas e bem escuras. Antes desses dois meses, estava tudo bem clarinho. Fui ao dermatologista e ela simplesmente disse que eu estava desenvolvendo olheiras. Me ajude, o que devo fazer?

Dermatologista: As olheiras podem acontecer pelo escurecimento do local, e são comuns. Nesses casos o tratamento é feito à base de cremes com ácidos, converse sobre isso com sua dermatologista.

Desde que me conheço por gente tenho as veias abaixo dos olhos muito aparentes, mas não são olheiras roxas, é a veia que aparece mesmo. Existe tratamento?

Dermatologista: A avaliação das olheiras é muitas vezes complexa, envolvendo muitos fatores. Então, sem te examinar não é possível falar se tem tratamento ou não. O que posso afirmar é que quando a pele é muito fina e os vasinhos aparecem debaixo dela por transparência, o tratamento é difícil, pois se trata de uma característica da sua pele.

Queria saber como acabar com minhas olheiras, meus olhar fica muito fundo e todo preto ao redor.

Dermatologista: primeiro é necessário saber a causa das olheiras. Na maioria das vezes é o escurecimento da pele das pálpebras associado à falta de gordura na região, dando um aspecto cansado. Após essa avaliação, o dermatologista vai indicar a melhor opção de tratamento.

É possível acabar com manchas de nascença e também acabar com olheiras pigmentar genética?

Dermatologista: as manchas de nascença por serem mais profundas melhoram com laser ou cirurgia, dependendo do tipo. Já as olheiras podem sumir com cremes clareadores ou laser.

Como faço para amenizar as olheiras? Existem alguma loção que posso usar e que seja fácil de encontrar?

Dermatologista: O tratamento é voltado pra causa da olheira, sendo assim temos opções de clareamento (se a área estiver escurecida) ou preenchimento (se a causa for falta de gordura abaixo dos olhos).

Gostaria de saber se o preenchimento com ácido hialurônico atenua olheiras profundas?

Dermatologista: O preenchimento com ácido hialurônico é o tratamento de escolha pra olheiras e melhora bastante o aspecto delas.

Cicatricure realmente é bom para olheiras?

Dermatologista: Então, isso vai depender da intensidade da sua olheira e também das causas dela. Esse produto tem um efeito hidratante importante (de acordo com os ingredientes que vi que possui), mas se você tiver a pele da região muito escura ou profunda o ideal é optar por outros tratamentos como clareadores e preenchimentos.

Queria saber quais as recomendações para as olheiras, além de uma boa noite de sono, rs. Sofro muito com isso, pareço sempre cansado. Obrigado!

Dermatologista: existem vários tipos de olheiras, a maioria é causada pelo escurecimento da pele abaixo dos olhos, dando um aspecto pesado, nesse caso cremes clareadores funcionam bem. Porém às vezes há falta de gordura nessa mesma região, levando aquela sensação de afundamento dos olhos, com aspecto de cansaço. Nesse caso é necessário preencher esse sulco, o material usado é o ácido hialurônico. Precisa ver qual o seu tipo (às vezes esses 2 tipos podem se misturar) e tratar especificamente.

carvao-ativado-pele
Perguntas e respostas

Carvão ativado: saiba o que é mito e verdade nesse novo produto para a pele

Se você é antenado nos tratamentos para a pele, já deve ter ouvido falar sobre o carvão ativado nos tratamentos dermatológicos. Assim como tantas novidades que surgem dia após dia, essa é uma delas, que ainda está bem no começo aqui no Brasil – por essa razão, não é todo mundo que tem conhecimento!

Hoje decidimos falar um pouco sobre os procedimentos com carvão ativado, explicar em qual formato ele é utilizado para a pele, com qual finalidade e, principalmente, explicar o que é mito ou não sobre o assunto.

O que é o carvão ativado?

Sua origem se dá através da queima de matérias orgânicas, como certas madeiras, cascas de côco, entre outros, em condições extremas: em temperaturas elevadas e baixo oxigênio. A ideia é que esse processo de queima mantenha as propriedades esperadas, como a porosidade e, dessa forma, são capazes de absorver as impurezas da pele, causando uma limpeza mais profunda que alguns produtos.

O que ele é capaz de fazer pela pele e em quais casos pode ser indicado?

Como dissemos, o carvão ativado pode promover a limpeza da pele e, dessa forma, acaba controlando a oleosidade, reduzir o tamanho dos poros e também a quantidade dos cravos. Então, ele é muito indicado nessas três condições.

Com seu poder de limpeza, já que ele consegue reter impurezas e metais pesados presentes na pele devido à poluição do dia a dia, há outras coisas que ele pode fazer pela derme, como torná-la mais iluminada e macia, suavizá-la e protegê-la. Esse cenário acaba se tornando ideal para aplicar outros ativos, por isso o carvão ativado pode ser um aliado de outros produtos e tratamentos.

Ele realmente funciona?

Mesmo com esse alto grau de limpeza, tome muito cuidado ao adotar o carvão ativado como tratamento e aguardar grandes melhorias na pele. Seus benefícios são muito mais “cosméticos”, já que promovem essa limpeza que, apesar de pesada, continua superficial e não exatamente elimina o problema, como aconteceria em um tratamento dermatológico. Então, não há como esperar resultados terapêuticos para a pele, e sim apenas uma limpeza, como acontece com máscaras de argila, por exemplo, entre outras substâncias naturais. Toda melhoria na pele pode estar associada à limpeza com o carvão ativado, mas são apenas consequências. Eles são muito indicados para pele com oleosa, ou peles ásperas e opacas, desde que não apresentem nenhum tipo de sensibilidade.

Quem não deve usar?

Assim como tudo que diz respeito à pele, cada uma tem suas características que devem ser respeitadas, indo muito além da qualquer receita. Sendo assim, o carvão ativado não é indicado em casos onde a pessoa tenha pele muito sensível, rosácea ou até alguma tendência ao ressecamento. Logicamente, também não é indicado em quadros de alergia.

Um alerta quanto às máscaras caseiras

Tem se popularizado muito na internet o uso de máscaras caseiras, também feitas com carvão e algo como cola branca. Esse uso não é aconselhável e não há nenhuma comprovação científica em relação a ele, que pode causar danos importantes à pele.

Outra questão é sobre a procedência do carvão utilizado, que pode estar contaminado e não é indicado para essa finalidade. Essas receitas caseiras podem agredir a pele e causar alergias.  Prefira sempre o produto industrializado e cosmético, feito para essa finalidade, pois essa é a primeira maneira de garantir a qualidade desse produto.

De qualquer maneira, siga sempre a orientação de um dermatologista de sua confiança, pois ele indicará o produto mais confiável.

 

E você, já utilizou o carvão ativado ou gostaria de saber mais sobre? Envie suas perguntas para a nossa dermatologista!

cicatrizes-de-acne-no-rosto
Perguntas e respostas

A acne foi embora, mas deixou marcas na pele: o que fazer?

Já explicamos por aqui e debatemos diversas formas de tratar as espinhas, seus tipos, como prevenir seu aparecimento e demais problemas relacionados. Porém, muitas pessoas têm problemas que vão muito além do surgimento dessas inflamações: as cicatrizes permanentes que elas deixam.

Se tratar as espinhas já não é tarefa fácil, dependendo do caso, suas marcas também não. Então, para que seja possível tratar corretamente esse quadro, é necessário entender como elas agem e de que forma deixam seus sinais.

A verdade sobre as cicatrizes de acne

Muita gente diz que espremer espinhas não é a solução mais adequada para se livrar delas, e essa é a mais pura verdade: as espinhas são nada mais que erupções cutâneas e, ao espremê-las, estamos na verdade espremendo a pele. Isso pode causar marcas à pele quando a acne secar.

Por outro lado, se engana quem pensa que as cicatrizes de acnes são ocasionadas apenas pelo fato de mexermos nelas. Na verdade, há uma série de razões para que deixem suas marcas.

Grande parte desses casos em que ficam as marcas é causada por pequenos cistos que acabam abaixo da pele e não se ligam à superfície, ficando ali a inflamação. E um detalhe: na medida em que envelhecemos, essas cicatrizes acabam ficando mais evidentes, pois a produção de colágeno começa a diminuir e pele fica mais flácida, fazendo com que as cicatrizes fiquem mais aparentes.

As cicatrizes formadas também estão muito relacionadas à quantidade de produção de colágeno do seu corpo. Quanto menos colágeno, menor a capacidade da pele reverter os danos causados pelas acnes, causando cicatrizes e deformidades ainda maiores e mais sérias.

Além disso, quanto mais tarde for iniciado o tratamento da acne, maiores são as chances de surgirem cicatrizes.

Como evitar que isso aconteça?

O primeiro dos cuidados está ligado aos produtos utilizados para o tratamento da acne. Se não são indicados para o seu tipo de pele, podem acabar inflamando-a. Por isso, é tão importante que o seu dermatologista analise sua pele e indique um produto que além ajudar no tratamento das espinhas, seja compatível com sua pele e não traga problemas adicionais.

Tem solução? Quais são os tratamentos?

De certo modo, sim. Na verdade, a cura é da acne, a cicatriz é apenas a marca que fica e tudo dependerá se a acne foi tratada corretamente. Do ponto de vista estético, dá pra diminuir bastante, tornando-as bem pouco perceptíveis, mas é preciso que seja estudado, antes de qualquer coisa, os danos e a inflamação no seu caso.

Para começar a tratar essas cicatrizes, independente da forma mais adequada, é necessário tratar todas as espinhas ainda em atividade. Quando a pele ainda está com lesões recentes, significa que ela continua inflamada, o que anulará os resultados do tratamento. Portanto, primeiro resolvemos o problema central, depois suas marcas.

Outro ponto é que o dermatologista de sua confiança deverá verificar o tipo de pele e o tipo de cicatriz também, o que indicará tratamentos diferentes. Por exemplo, quando as marcas da acne estão mais elevadas em relação à pele, há opções de tratamentos como laser, cremes e géis, injeções de corticosteroides e até mesmo cirurgias. Nos casos das acnes deprimidas, além dos tratamentos citados até agora, há as terapias com colágeno, microagulhamento, preenchimentos, peelings, entre tantos outros.

Dicas muito importantes

Como sempre, o protetor solar é o apoio para qualquer quadro relacionado à pele. Nenhum tratamento dará certo e trará os resultados, se não for utilizado o protetor solar junto e no caso das cicatrizes de acne não seria diferente. O sol pode acabar agravando e escurecendo as cicatrizes.

 

Se você tem alguma dúvida sobre essa condição, gostaria de saber mais detalhes sobre os tratamentos, ou tem qualquer outra dúvida dermatológica, fique à vontade e envie para a nossa dermatologista!

estrias
Perguntas e respostas

Dermatologista responde as principais dúvidas sobre estrias

É difícil encontrar quem não tenha algumas estrias pelo corpo, mas, mesmo sendo tão recorrentes em grande parte das pessoas, muitos não conhecem o melhor tratamento ou como evitá-las. Ainda que estejam em fase de tratamento, é muito comum que apareçam algumas dúvidas, especialmente sobre métodos que são facilmente espalhados e prometem melhoras.

Portanto, o ponto de vista de um especialista é sempre importante. Ele é quem avaliará suas espinhas e saberá indicar o melhor tratamento, a depender da fase e que elas se encontram.

Abaixo, selecionamos algumas dúvidas que recebemos sobre estrias e as respostas. Esperamos que possam te ajudar com suas dúvidas também, mas, se quiser, pode enviar suas perguntas à nossa dermatologista clicando aqui!

Como acabar com minhas estrias? Ou pelo menos diminuir bastante

Dermatologista: O tratamento vai depender do tipo de estria. Estrias vermelhas, que são mais recentes, respondem bem a cremes com ácidos e peelings. Já as brancas, que são aquelas antigas, são de difícil tratamento. Atualmente, o que dá mais resultado pras estrias brancas é o laser associado com ácidos no local, mas mesmo assim necessita de algumas sessões.

Eu tenho 23 anos e as estrias não param de aparecer no meu corpo, eu sou magra e está acontecendo isso. O problema é que fumo cigarro há muitos anos, pode ser por causa disso?

Dermatologista: O cigarro não causa o aparecimento de estrias. Entre os principais motivos estão gravidez, ganho de peso em curto intervalo de tempo e uso de medicamentos. Converse com um dermatologista sobre isso.

Micropuntura para estrias resolve? É uma boa opção?

Dermatologista: Ajuda sim, com melhores resultados pras estrias recentes (aquelas vermelhas). As antigas (brancas) são mais difíceis de sair.

Eu sempre tive várias espinhas pelo corpo, agora apareceram outras nas pernas, em toda a  coxa, até na barriga e seios. Não estou grávida e nem tenho filhos, mas elas aparecem sempre. Será que tem a ver com a genética? Pois não engordo tanto, nem emagreço.

Dermatologista: São várias as causas de estrias: ganho rápido de peso ou altura ( como na fase da adolescência por exemplo), gravidez, uso de anabolizantes e corticóides. Então o ideal seria você se consultar pra ver oque poderia estar causando as estrias em você.

Recentemente vem surgindo bastantes estrias vermelhas, meio arroxeadas em mim, principalmente na região do braço. Já usei cicatricure anti-estria, mas não adiantou. O que eu faço para elas sumirem de vez?

Dermatologista: Se você ganhou peso ou cresceu rápido, ou se está fazendo musculação mais intensa nos bracos, as estrias podem surgir, e a melhor hora de tratar é enquanto elas estão vermelhas. Se consultar com um dermatologista pra saber qual o medicamento mais indicado pra você.

Estou usando cicatricure creme corporal para estrias, mas as minhas estrias são brancas, será que vai clarear minhas estrias com o produto?

Dermatologista: o melhor tratamento pra estrias brancas é o laser, os cremes funcionam muito pouco.

Estou usando o dermaroller 1,5m nas estrias brancas. Será que realizando varias sessões terei um resultado satisfatório? Conseguirei que elas fiquem imperceptíveis?

Dermatologista: Atualmente o tratamento de escolha para as estrias é o laser fracionado, que chega até as camadas mais profundas da pele, onde as estrais estão. O dermaroller pode até ajudar, mas seus resultados são inferiores aos dos lasers.

Eu queria saber se o óleo de côco, azeite de oliva, manteiga de cacau, e de karite são bons para estrias?

Dermatologista: Eles hidratam a pele e melhoram a elasticidade, mas não tratam as estrias.

Posso usar o chá de calêndula sob a pele para tratar estrias e cicatrizes ou somente posso ingeri-lo?

Dermatologista: O chá de calêndula não tem nenhum efeito sobre cicatrizes e estrias, então não adianta aplica-lo.

Devido a exercícios puxados na academia, saíram algumas estrias em mim. Gostaria de saber se Vitanol A é recomendado e se existe algum tratamento para acabar com as estrias?

Dermatologista: o Vitanol pode ser usado no tratamento de estrias sim, mas no calor pode causar irritações intensas na pele. Então só recomendo com indicação é acompanhamento médico.

Meu Biomédico me indicou Ácido retinóico 0,05%, desonida 0,05%, ácido kójico 4% e ácido tranexâmico 2% para tratar estrias e usar somente à noite. Em torno de quanto tempo terei resultados?

Dermatologista: O resultado é lento, pois as estrias estão localizaras em camadas mais profundas da pele, onde os cremes chegam com dificuldade, então você deve começar a ver os efeitos a partir de : meses de uso.

Um farmacêutico me indicou Colágeno 5%, elastina 5%, centella asiática 5%, óleo de semente de uva 5% e vitamina E 1% em creme para o tratamento de estrias. Gostaria de saber se está correto quase todos os ativos serem “5%”, ou se tem que ter um “balanço” nestas porcentagens. Gostaria de saber também se o doutor acha que pode ser substituído ou acrescentado algum componente.

Dermatologista: A rigor não há problema de todos os ativos serem 5%, a questão é que essa fórmula tem pouco resultado pra estrias. Te recomendo consultar um dermatologista.

É sabido que as estrias deixam a pele com um aspecto “frouxo”. Eu tenho 21 anos e tenho muitas estrias por todo o seio, boa parte delas são brancas e grossas, e isso, obviamente, deixa os meus seios com um aspecto meio flácido, o que é frustrante pra mim pelo fato de eu ainda ser tão jovem. Gostaria de saber se com um bom tratamento para estrias, indicado por um dermatologista, eu posso esperar uma melhora significativa na aparência dos meus seios. Quero saber também se esses tratamentos são muito caros. Seria possível gastar certa de R$ 1.500,00, ou esta média de gastos está fora de cogitação?

Dermatologista: Hoje em dia temos excelentes tratamentos pra estrias, e o laser é um deles. O resultado é muito bom, porém são necessárias algumas sessões, levando a um custo maior que 1500 reais.

Tenho estrias desde muito novinha, elas são brancas. Estão me recomendando o tratamento do dermaroller + vitanol a. Pretendo testar, mas muita gente também diz ser desnecessário. Você acha que vale a pena tentar ou realmente é perca de tempo/dinheiro e não há mais volta?

Dermatologista: Vale a pena sim, mas são necessárias várias sessões (pelo menos 6) pra amenizar as estrias.

pele-cuidados-30-anos
Perguntas e respostas

Os 30 anos chegaram: saiba tudo o que acontecerá com a sua pele e como cuidá-la daqui pra frente!

Nos últimos dias, falamos aqui sobre todos os cuidados essenciais para a pele de quem chegou aos 40 anos. Mas, como todos bem sabem, para cada década destacamos diferenças na pele que são bem grandes. Sendo assim, os cuidados também não são os mesmos.

Então, hoje trouxemos algumas dicas para quem está chegando ou alcançou os 30 anos. Provavelmente, você ainda não notou grandes mudanças, ou notou diferenças mínimas no viço da pele. Esse é um período bem marcante, pois é onde alguns sinais já começam a aparecer como reflexo dos cuidados (ou falta deles) no passado.

Você tem 30 anos? Está quase lá? Conhece alguém nessa idade que precisa ouvir essas dicas? Então vamos lá!

O que começa a mudar aos 30 anos?

Logicamente, tudo dependerá muito da genética da cada individuo, mas de forma geral é o período em que a pele começa a perder elasticidade e colágeno, pois acontece a diminuição da produção de ambos.

Com isso, os primeiros sinais deverão aparecer com relação ao viço da pele, hidratação e especialmente uma alteração no contorno dos olhos. Também é nessa fase que notamos as primeiras rugas e manchas.

Um detalhe muito importante e que a maioria das pessoas nessa faixa etária não costuma pensar, é com relação ao pescoço, colo, mãos e pés, que também envelhecem rapidamente e só nos damos conta quando os sinais já são mais que evidentes.

A partir de que momento deverá dar atenção aos sinais que aparecerão aos 30 anos?

Na verdade, desde sempre! Como sempre frisamos por aqui, o protetor solar é o primeiro cuidado de todos e o que deve nos acompanhar por todos os dias de nossas vidas. Além disso, como também já citamos, os 30 anos começarão a revelar todos os cuidados que deixamos de tomar nos anos anteriores. Mas, é a partir dos 20 aproximadamente, que a nossa “pele adulta” começa a se formar, e são os cuidados com ela que dirão como estará a nossa pele aos 30 anos.

Cuidados especiais!

É natural que nessa fase as pessoas ainda não saibam exatamente o que é preciso cuidar em sua pele e o que ainda é desnecessário usar nessa faixa. Realmente: ainda que seja registrada uma queda na produção de colágeno e elastina, eles ainda são produzidos em grandes quantidades. Portanto, o que realmente é necessário, além dos cuidados básicos, é a reposição e estimulação de algumas vitaminas e processos:

– Fique atendo às Vitaminas na sua pele: procure por cremes (ou séruns, caso tenha a pele mais oleosa) que tenham Vitamina C. Ela é antioxidante!

– Filtro solar, sempre: busque sempre utilizar os protetores com fator 30 ou mais! Além de reaplica-lo ao longo do dia, ao escolher dê preferência também aos que possuem substâncias como óxido de zinco, por exemplo, que faz uma barreira física também, protegendo ainda mais a pele, não só da luz do sol, mas também da luz visível.

– Quanto aos retinoides: já explicamos sobre eles aqui, e sim, ele pode fazer toda a diferença na pele jovem, porque estimulam a produção de colágeno, tratam a pele e até revertem o fotoenvelhecimento. Você pode optar por produtos que tenham a substância de uma forma mais leve, como em hidratantes.

– Sobre a área dos olhos: já nessa área, os cuidados devem ser com produtos diferentes da pele do rosto, porque nessa região a pele é diferente e muito mais fina. Nesse caso, utilize produtos indicados pelo seu dermatologista, de preferência pela manhã e a noite.

 

Há também algumas soluções, especiais para essa idade, que são feitas nas clinicas dermatológicas. A maioria delas tem como objetivo a prevenção das rugas. Consulte seu dermatologista para entender quais podem ser úteis para o seu caso.

Ficou com alguma dúvida? Se você está numa faixa de idade aproximada e gostaria de fazer alguma pergunta, envie-a para a nossa dermatologista!

probioticos-bacterias-do-bem-pele-dermatologia
Perguntas e respostas

Probióticos: eles podem ser a ajuda que faltava no tratamento de várias doenças de pele

Já ouviu falar em bactérias do bem? Elas estão presentes em nosso organismo e, de modo geral, auxiliam em seu bom funcionamento. Mas, o que muita gente ainda não sabe ou não testou, são os probióticos para a pele.

O que são esses Probióticos?

Para entender melhor o que são esses probióticos para a pele, é interessante lembrar-se da flora intestinal e os lactobacilos vivos. A flora intestinal é formada pelos inúmeros micro-organismo vivos que são super importantes para o bom funcionamento  do intestino. Em alguns casos, há uma redução desse número de bactérias do bem, ocasionada por inúmeros motivos. Aí entram os probióticos e seus lactobacilos que, comprovadamente, conseguem chegar vivos ao estômago e se reproduzir rapidamente, ajudando a popular novamente o estômago com essas bactérias do bem e do bom funcionamento.  Todo mundo já consumiu algum alimento com lactobacilos vivos, por isso é muito mais fácil entender como funcionam os probióticos para a pele a partir desse exemplo!

Como eles funcionam na pele?

Na dermatologia eles já vêm sendo apontados como a solução para acnes, dermatites e diversos outros problemas de pele, incluindo uma solução poderosa para retardar os efeitos do tempo.

Assim como em nosso organismo, na pele existe uma grande quantidade de bactérias benéficas, que equilibram seu pH, tem ação anti-inflamatória, ajudam na hidratação e uma série de outros benefícios.  Quando elas estão em falta, por alguma razão, acaba acontecendo da barreira natural da pele diminuir e dar espaço à inúmeros problemas.

Como agem os probióticos

Os probióticos são micro-organismos vivos que atuam na microbiota, o conjunto de bactérias e fungos vivos que agem em nossa pele. Várias situações são responsáveis por danificar essa microbiota, como remédios antibióticos, a poluição, a limpeza da pele feita de forma excessiva, entre tantos outros agentes. Os probióticos agem de forma a repor a flora epitelial, e até mesmo revitalizá-la, repará-la ou estimulá-la.

Dessa forma, ainda que seja tudo muito recente, os probióticos poderão ajudar e muito no tratamento, recuperação e até controle de várias doenças da pele.

E como encontrar esses probióticos faciais?

Eles podem ser encontrados em séruns antiacne, cremes hidratantes, máscaras, loções anti-idade, produtos parecidos com a água termal e muitos outros que especificam em sua embalagem ser um ativo de ação probiótica.

Quem deve usá-los

A melhor parte do uso de probióticos, é que dificilmente haverá contraindicação para seu uso. Portanto, vale listar todas as condições para seu uso e situações onde eles agem de maneira a ajudar a pele:

– o estresse e poluição, por exemplo, estimulam os inflamatórios naturais da pele, causando muitos danos, como já bem falamos por aqui. Os probióticos ajudam a proteger a pele desses agressores, por causa da barreira natural que é formada.

– a acne também melhora muito com a ação dos probióticos, uma vez que eles reduzem consideravelmente o processo inflamatório das glândulas sebáceas, tendo a vermelhidão e as lesões reduzidas, e aumentando a barreira cutânea, como nos demais casos.

– Se a sua pele é sensível, o detalhe do fortalecimento da barreira da pele também faz muito sentido, levando em conta que a pele mais sensível se irrita facilmente, mas demora muito para se recuperar após algum dano, situação essa que pode ser melhorada com o uso de probióticos.

 

Além de todos os problemas que citamos aqui, há muitos outros na mira dos tratamentos com probióticos, como a rosácea e até o melasma. É muito importante a consulta com um dermatologista para que ele possa te explicar e indicar, apenas se necessário, o uso desses produtos, principalmente por ser uma alternativa tão recente. Somente um especialista poderá identificar a real necessidade e de que forma os probióticos poderão ajudar a sua pele.

Ficou com alguma dúvida ou curiosidade sobre o tratamento com Probióticos, sua ação, as maneiras de encontrá-lo, ou tem qualquer outra pergunta sobre o tema? Então, faça sua pergunta para a nossa dermatologista clicando aqui!

Cropped shot of a young woman squeezing a pimple on her face
Perguntas e respostas

Dermatologista responde dúvidas sobre o uso do Roacutan

Muitas pessoas sofrem com as acnes e insistem em diversos tratamentos, até que consigam notar reais melhorias. Inclusive, entre todas as dúvidas e relatos que recebemos diariamente, esse é um dos assuntos mais frequentes.

Entre os inúmeros tratamentos, está o Roacutan, um remédio para acne utilizado apenas em casos mais graves, principalmente quando elas apresentam riscos de cicatrizes ou quando são muito resistentes a outros tratamentos. Normalmente, não são indicados no início, e sim quando outros tratamentos já foram testados e não houve melhorias no quadro.

Sendo o Roacutan um remédio tão potente, é muito comum que apareçam muitas dúvidas ao longo do tratamento. Se você usa o Roacutan, já utilizou, ou vai começar o tratamento indicado por seu dermatologista, confira abaixo algumas das dúvidas que recebemos e respondemos. Caso queira saber algo, fique à vontade e envie sua pergunta para a nossa dermatologista!

Tomei Roacutan por 7 meses e 6 meses após o fim do tratamento, quando saio no sol, minha pele fica com manchas vermelhas e coça muito, até quando tem roupa por cima, como na barriga.

Dermatologista: provavelmente essas manchas não têm a ver com o Roacutan que você já parou de tomar há 6 meses, procure um dermatologista.

Tomando Roacutan eu posso passar vinagre de maçã no rosto, para manchas? Ou o que você me sugere?

Dermatologista: Não faça isso! O vinagre é composto pelo ácido acético, que vai causar irritações e até queimaduras no seu rosto. Procure seu dermatologista pra ser orientada corretamente sobre isso.

Tomei Roacutan na adolescência porque tinha muita espinha e hoje minha barba nasceu falhada. Se utilizar o minoxidil, corro o risco de voltar a ter as espinhas?

Dermatologista: O minoxidil não estimula o aparecimento de acne.

O Roacutan tira o aspecto grosseiro da pele e deixa mais lisinha?

Dermatologista: o Roacutan trata as espinhas inflamadas que não melhoraram com outros medicamentos.

Fiz tratamento com Roacutan e foi um sucesso. Meses após o fim do tratamento, pontinhos brancos no nariz começaram a aparecer. Descobri que não são cravos e sim filamentos sebáceos. Existe algum meio de tratar ou impedir o crescimento?

Dermatologista: Qualquer tratamento necessita de uma manutenção (até mesmo com o Roacutan) quando chega ao fim. Caso essa prevenção não seja feita, a oleosidade vai aumentando progressivamente e causando acne novamente.

Estou tomando Roacutan, gostaria de saber se posso ingerir álcool e suplementos durante o tratamento. Se sim, qual a quantidade?

Dermatologista: quem está em tratamento com Roacutan (Isotretinoina) não pode fazer uso de bebidas alcoólicas.

A pílula do dia seguinte pode ser tomada enquanto a mulher estiver no tratamento do Roacutan e que não tome anticoncepcional ?

Dermatologista: mulheres que tomam Roacutan devem obrigatoriamente usar algum método contraceptivo, pois não podem engravidar durante o tratamento. O mais certo agora é retornar com o dermatologista que está te acompanhado nesse tratamento pra ser orientada oque fazer.

Tenho espinhas internas há vários anos elas não somem. Algumas vezes não ficam muito inflamadas, mas ainda continuam lá, seria o caso de usar Roacutan?

Dermatologista: o Roacutan (Isotretinoína) está indicado pra acnes mais graves e inflamadas, ou em situações onde já foram tentados vários tratamentos (inclusive com antibióticos) que não deram certo.

Posso tomar banho de sol protegendo o rosto e passando muito protetor solar? Estou tomando Roacutan.

Dermatologista: Não recomendo tomar sol se estiver fazendo uso de Roacutan, mesmo com protetor solar.

Estava fazendo o tratamento com o Roacutan pelo SUS, estava com 2 meses tomando, mas atrasei a renovação e estou esperando aprovar para continuar, com isso já faz 1 mês que interrompi. Terei que recomeçar o tratamento?

Dermatologista: provavelmente sim, pois o tratamento não pode ser interrompido por tanto tempo.

Perguntas e respostas

Sinais da pele que podem alertar sobre algum problema de saúde!

sinais-da-pele

Visitar um dermatologista com certa frequência não é apenas para quem deseja manter a beleza da pele, ou para quem já está com um problema dermatológico que precisa ser tratado. Também é necessário que todos saibam que a pele é o segundo maior órgão do corpo humano e que não serve apenas para revestir nosso organismo, mas que ela é um dos maiores demonstrativos do que ocorre interiormente.

Pode ser que a maioria das pessoas não percebam seus sinais, mas muitos dos problemas que acontecem em nosso corpo dão um sinal anterior na pele, antes mesmo de sentirmos qualquer sintoma.

Por isso, a ideia de que uma pele bonita reflete um corpo saudável é completamente verdadeira, assim como o inverso também: quando notar algo de estranho em sua pele, é melhor tentar entender que tipo de sinal pode ser e o que ele quer dizer com isso.

Abaixo separamos algumas das características de nossa pele que, em alguns casos, podem significar algum problema. Se você tiver algo parecido, atente-se para as dicas.

Características de nossos cabelos que indicam problemas

Começando pelos nossos cabelos, você sabe qual é a hora de se atentar às suas características e procurar ajuda?

– Queda de cabelos – o problema está relacionado a alterações na tireoide, anemia, ou até mesmo deficiência de algum nutriente importante.

– Pessoas com cabelos quebradiços – o primeiro passo é sempre tentar reverter cabelos opacos com cuidados e nutrição, além de evitar o calor intenso dos acessórios e o uso de produtos químicos de forma exagerada. Se com todos esses cuidados os cabelos permanecerem com essa aparência ressecada, tanto nas pontas, quanto na raiz, esse problema também pode estar relacionado a alguma deficiência de nutrientes e até mesmo anemia.

Nossas sobrancelhas também podem indicar algo, sabia?

Exatamente. Elas não são apenas uma questão estética. Quando o indivíduo perde parte das sobrancelhas, como o canto externo, por exemplo, ou quando os pelos afinam ou caem muito, é preciso visitar um especialista e analisar se não pode ser algum problema como o hipotireoidismo.  Além dessa característica, o hipotireoidismo também tem como “sintomas ” as unhas quebradiças e o ganho de peso.

As manchas também!

Como já falamos tantas vezes por aqui, as manchas e suas alterações são motivos mais que suficientes para que um dermatologista seja consultado. Geralmente, elas são causadas pelos efeitos negativos do sol e da poluição e servem como um alerta bem precoce sobre o câncer de pele. Leia mais nessa matéria onde explicamos tudo detalhadamente. [Link matéria]

E aquela vermelhidão no rosto fora do comum?

Essa pode ser rosácea, uma doença que também já falamos muito por aqui. [link matéria] De forma resumida, elas são causadas pela dilatação dos vasos sanguíneos.

Erupções na pele

Quando aparece uma erupção na pele, de origem desconhecida, e principalmente quando essa erupção for seguida de febre ou dores tanto muscular quanto nas articulações, elas podem representar alguma doença auto-imune (como lúpus)ou então uma infecção.

Fique de olhos nas suas unhas também

As unhas, por mais que não pareça, estão diretamente ligadas ao funcionamento de nossos órgãos. Se você nota alterações na cor ou no formato das suas unhas com muita frequência, isso também pode estar relacionado com algum problema interno, problemas renais, e até mesmo psoríase nas unhas.  

 

De forma resumida, esses sinais que a pele apresenta podem parecer bem comuns, especialmente quando não são tão característicos, ou pareça não ter relações com problemas de pele. Por isso, devemos redobrar os cuidados e a atenção, pois eles podem ser extremamente úteis para detectar algumas doenças, especialmente as que estão no começo, quando não apresentaram sintomas.

Sempre que notar algo fora do comum, ou tiver qualquer dúvida, procure um dermatologista para esclarecer!

Gostaria de enviar uma pergunta sobre o tema? Fique à vontade e pergunte ao dermatologista!